03
Out 14

Consta e parece ser verdade que metade de Vila Viçosa se encontra em risco de ser processado pelo senhor presidente Manuel Condenado. Cada vez que é interpelado por alguém, especialmente em assembleia municipal e quando não gosta do que lhe perguntam ameaça com processo em tribunal. A melhor solução é os membros da Assembleia Municipal não falarem e os munícipes não perguntarem nada. É a nova Lei da Rolha imposta pelo senhor presidente que não pode ser incomodado por ninguém, como o senhor ministro da saúde também não queria ser incomodado pelos médicos.

Agora os jovens de Vila Viçosa são bebedolas e drogados no dizer do senhor presidente da câmara, que o disse alegremente na última sessão da assembleia municipal, provávelmente esqueceu-se de que tem um filho. Também será??

O vídeo sobre as festas dos capuchos assenta-lhe que nem uma luva, a imaginação de quem o fez é fértil mas foi certeira ao retratar com fidelidade as características pessoais e psicológicas do senhor presidente da câmara e de quem o acompanha que servem cegamente.

Daí a pergunta: O senhor Presidente anda bem?


16
Mai 14

Sempre que há na Assembeia Municipal de Vila Viçosa discussão séria o nosso Presidente da Câmara abandona´(foge??) a Assembleia Municipal dizendo que se sentes indisposto e sem condições psicológicas para ouvir as intervenções democráticas dos outros membros da Assembleia. É isto normal em democracia??

 

publicado por Moderador às 16:02

Peço desculpa por só agora voltar aos amigos deste blog. A situação é grave o que me leva a colocar a situação gravíssima que se viveu no nosso Concelho  de Vila Viçosa aquando do Rastreio do Cancro da Mama às nossas mulheres do Concelho. O nosso Presidente da Câmara negou o transporte para que as mulheres das nossas freguesias pudessem ter acesso às mamografias para saber se tinham índicios de cancro da mama. O cancro da mama mata milhares de mulheres por ano se não for diagnosticado atempadamente. Para isso serve o Rastreio do Cancro da Mama. O nosso Presidente da Câmara entendeu que não, que isso não era importante para as mulheres das Freguesias. Se o quisessem fazer que viessem a pé ou de táxi. Mas para as politiquices do partido comunista ou dos sindicatos comunistas o nosso presidente  põe todos os meios da autarquia à disposição deste partido e da CGTP intersindical comunista. O que é mais importante? As mulheres do nosso Concelho, mães dos nossos filhos ou os interesses partidários do nosso presidende da Câmara. Esta situação refecte uma total insenbilidade pela saúde e bem estar da população do nosso Concelho. É de lamentar que isso tenha acontecido.

E as sua opinião qual é??

aqui deixamos a pergunta.


25
Nov 11

Passado algum tempo sobre a recambolesca saída do Vice-Presidente Chagas da Câmara Municiapl de Vila Viçosa, é altura de fazer a análise de quem ganhou e quem perdeu.

É minha opinião que quem perdeu foi o Municipio de Vila Viçosa. Basta olhar para o que se passa na actividade da Câmara, como as coisas se desenrolam, para verificar o que se passa no Reino do Eng. Roma.

Não há obras, não se vê actividade, pelo que consta cada um faz o que quer e sobra tempo para fazer outras coisas.

A grande obra/projecto continua a ser a Ópera em Pedreira, abandonou-se a Biblioteca por falta de fundos, apesar de haver financiamento e o senhor Presidente ter dado inicio à obra que sempre defendeu, mesmo contra as vozes que a ela se opunham.

Para muitos é o descrédito total duma gestão prometida de viragem para as grandes obras e necessidades do Concelho. Estamos a mais de metade do mandato e de facto constata-se uma ineficácia confrangedora. O que é uma pena.


16
Mar 11

Lembram-se?? Quando no post anterior disse que o Presidente e o Vice-Presidente andavam de costas voltadas??

Bom é pior do que se pensava e das informações que tinha. Bem pior.

A Câmara aprovou com os votos do PS e da CDU uma proposta da CDU para se fazer um saneamento financeiro por causa das dividas da Câmara. Nada teria de especial se essa deliberação não tivesse sido tomada nas costas do Presidente Roma. Quando o Presidente Roma se apercebeu deu um ultimato ao Dr. Chagas para sair de Vereador e deixar os pelouros que tem. Uma coisa do género: OU SAIS TU OU SAIO EU.

Não sei quem vai ganhar esta guerra se o Eng. Roma se o Dr. Chagas. Uma coisa é certa: quem já está a perder é Vila Viçosa.

Quem também se deve estar a rir é quem deixou a Câmara nesta miséria, segundo dizem os socialistas: a CDU.

A Comissão Politica do PS cujo Presidente é o Dr. Chagas está à hora que escrevo este post, reunida para analisar a situação e decidir quem sai da Câmara, se o Presidente se o Vereador, tudo depende se o Dr. Chagas obtém dos seus camaradas de Partido um voto de confiança politico, segundo adiantaram fontes socialistas.

Vamos ficar sem o Presidente ou sem o Vice-Presidente??

Quem quer arriscar um prognóstico??

A população que deu o seu voto de confiança ao Partido Socialista nas eleições sai defraudada porque pensava estar a votar na mudança.

Mas ao fim de um ano e meio a confusão está instalada na Câmara, não se sabe quem manda ou quem vai mandar.

Infelizmente para todo o Concelho vamos estar parados por mais quatro anos.


25
Fev 11

Corre há uns tempos que  o senhor Presidente da Câmara de Vila Viçosa e o seu Vice-Presidente andam de costas voltadas no que à gestão da Câmara diz respeito. Neste momento não é um boato. É uma realidade.

Práticamente o Presidente e o Vice-Presidente não se falam nem se entendem quanto à forma de gerir a Câmara. Cada um puxa a brasa à sua sardinha e quem sai prejudicado é o Concelho, que como se vê, não há obras municipais em curso e o Concelho encontra-se completamente parado, segundo as informações recolhidas é fruto deste desentendimento politico.

O que será do nosso Concelho se esta guerra por quem manda mais continuar até ao fim do mandato??

Como é possível que um executivo com maioria absoluta deia tantos tiros nos pés que se encontra coxo e já sem forças apenas a um ano e dois meses de mandato. Impressionante de facto. A pergunta que se impõe é saber a razão de tudo isto.

Serão guerras pelo poder?? O partido socialista manda mais que o Presidente. O Presidente não tem poder, nem forças para se impôr?? Não tem capacidade politica de se impor às directivas de um partido sacrificando aquilo porque se candidatou que foi Vila Viçosa??

Ou é apenas uma estratégia do Partido Socialista de terra queimada??

Aqui fica a noticia que é verdadeira. Basta para quem tiver interesse em confirmá-la perguntar ou averiguar junto de algumas pessoas da Câmara.

 


07
Fev 11

Muito se tem escrito e dito sobre o problemas do abastecimento de água a Vila Viçosa. O que mais preocupa os Calipolenses é a baixa pressão nas torneiras e os sucessivos cortes de água resultante de roturas nas canalizações. Muitos têm razão dizendo que o executivo nada faz porque o que se enterra debaixo da terra (entenda-se novas canalizações) não dá votos, outros dizem que é demasiado dispendioso tentar resolver o problema e a Câmara não tem dinheiro para isso. Todos têm de alguma forma razão. No entanto porque não se equaciona minimizar os estragos feitos pondo pelo menos a população com mais pressão de águas nas toneiras das nossas casas?? Por outro lado se não temos dinheiro para colocar novas canalizações não tentamos resolver o problema das roturas que se houver uma rotura no palácio toda a Vila fica sem água. Não haverá solução para este flagelo??

Fiz algumas pesquisas e falei com alguns entendidos sobre o abastecimento de água a Vila Viçosa e foram apontadas algumas sugestões para minimizar o problema dos cortes que afectam toda a Vila quando há uma rotura.

Então estes sabedores do abastecimento explicaram-me que quando há uma rotura por exemplo no palácio não é possível deixar de cortar a água a toda a Vila. Mas quando há uma rotura na Quinta Augusta é possível fechar a água junto ao mercado possibilitando que a parte baixa da Vila continue a ter água.

Também adiantaram estes sabedores da matéria que a Vila é abastecida por dois pontos: um na Estação de Tratamento e um outro vindo de Pardais. O da Estação de tratamento abastece prioritáriamente a parte velha da Vila, o de Pardais a parte nova, ou seja toda a Quinta Augusta e as restantes urbanizações.

Também me disseram que é possível dividir a parte velha da vila em secções de modo a que uma rotura numa delas não afecte o abastecimento das outras zonas. Da mesma forma é possivel dividir a zona nova da Vila com secções que uma rotura numa delas não impeça o abastecimento nas outras partes. Cada zona destas teria uma válvula de fecho, que funcionaria como um  "T"  que fecha numa zona e a água continua para as outras zonas.

Também disseram que o custo deste tipo de obra seria bastante inferior ao arrelvamento de um campo de futebol.

Quanto à falta de pressão o assunto estaria resolvido, com a construção de mais um tanque de amarzenamento de água na Estação de Tratamento de Águas e um outro colocado entre Vila Viçosa e Pardais o mais próximo de Vila Viçosa possível.

Parece razoável esta solução?? Será possível??

Outros entendidos que o digam.


21
Jan 11

É verdade. O municipio de Vila Viçosa tem uma divida a curto e médio prazo que está muito perto dos 10 milhões de euros.

Por isso não se compreende bem porque é que a Câmara Municipal de Vila Viçosa, continua a contratar funcionários, gastando o pouco dinheiro que tem a fazer favores a quem prometeu emprego nas últimas eleições, endividando-se ainda mais e pondo as gerações futuras a pagar essa factura.

Será que é justo gastar o dinheiro a pagar essa factura quando o dinheiro não chega para resolver os problemas da água, da educação, do turismo e da criação do emprego para os jovens.

Alguém disse que não se dá um peixe para comer, ensina-se a pescar. Não se dá emprego às pessoas para que depois votem em quem o dá, cria-se é condições de desenvolvimento económico para que esse desenvolvimento crie o emprego estável e duradoiro. Isso é que é trabalhar a favor do emprego e do desenvolvimento, dando liberdade de pensamento a quem trabalha.

Esta reflexção resulta das noticias conhecidas de novas entradas de funcionários na Câmara Municipal de Vila Viçosa.

Há bem pouco tempo o Dr. Chagas em representação do Municipio de Vila Viçosa disse que as receitas mensais da Câmara Municipal são inferiores à despesa em cerca de 150.000 euros.

Ou esta afirmação é falsa para enganar os municipes ou a entrada de funcionários mais afundará os cofres da Câmara e a consciência do executivo nesta matéria não existe ou então não esperam fazer nada neste mandato, esbanjando o dinheiro ganhando votos para as próximas eleições.

É esta a politica certa para o Concelho de Vila Viçosa e para as suas gentes??

Ou a Câmara Municipal de Vila Viçosa não sabe o que fazer à vida??


19
Jan 11

Em meados de 2010, já lá vão 7 meses o Executivo Municipal reuniu na Câmara Municipal com um conjunto de personalidades de Vila Viçosa e Distritais tendo ainda a presença especial do senhor Comendador Joe Berardo.

Essa reunião deveria servir para o executivo tirar ideias e começar a estruturar o relançamento do turismo em Vila Viçosa. No entanto passados todos estes meses nada se sabe do que passa com a agenda local do Turismo.

Grave se torna porque no orçamento da Câmara para 2011 as verbas dedicadas e inscritas para o relançamento do Turismo são pequenas o que quer dizer que ainda não é no ano de 2011 que assistimos ao potenciar do nosso património.

Ou estas reuniãoes é só para inglês ver??

Estranho também que nessa reunião não se tenha falado numa articulação entre a Agenda Local de Turismo e a Agenda Cultural, já que uma não pode viver sem a outra, são mesmo face da mesma moeda se queremos fazer alguma coisa de jeito.

A presença do senhor Comendador Joe Berardo tinha alguma coisa a ver com a promessa eleitoral do Partido Socialista sobre o Convento de São Paulo??

Alguém disse, provávelmente vários, que uma pessoa bem informada é mais consciente e mais livre se torna, o que leva a colocar a questão para que serve o sitio da CMVV, se nada de relevante relata da vida do concelho e da actividade camarária. 

Uns dizem que Vila Viçosa, saiu definitivamente do mapa, cultural, desportivo e económico, fruto das politicas erradas dos executivos municipais, que apenas olham para o exercicio do poder e procuram mantê-lo mesmo que só façam obras para encher o olho dos distraídos e sem grandes objectivos para o futuro.

Outros dizem que não, que ainda não estamos no fundo mas para lá caminhamos, mas que é preciso inverter o rumo dos acontecimentos com uma nova politica mais abrangente, mais participada por todos e que se o conseguirmos se consegue colocar de novo Vila Viçosa no lugar de destaque que deve ocupar.

De facto se olharmos para o nosso concelho o que é que vemos??

Um conjunto patrimonial e histórico, Castelo, Palácio, Igrejas, Conventos da maior importância não só distrital como nacional;

Temos uma história que interferiu directamente na mudança politica do País em 1640 com a chegada de D. João IV ao Trono;

Temos um conjunto hoteleiro dos melhores do Distrito;

Temos um bem natural único (mármore) no País e no mundo, cujo factor económico é o mais importante no Distrito e ao nível das exportações é único;

Na cultura temos Florbela Espanca, Túlio Espanca, Henrique Pousão, Públia Hortênsia de Castro;

 

Afinal o que é que nos falta para sermos um concelho turístico onde se deseje viver, com qualidade e emprego para todos??

publicado por Moderador às 16:23

17
Jan 11

As associações culturais, desportivas e recreativas vão morrer em Vila Viçosa. A sua independência de concretizar projectos e actividades vão ficar subordinadas ao superior interesse da Câmara Municipal e da sua estratégia para o Desporto e Cultura. De fora ficam as associações meramente recreativas sem competições regionais ou nacionais. Também ficam de fora grupos de cidadãos organizados para determinada actividade que não seja competir.

A Câmara também pretende meter-se no funcionamento das associações indicando mesmo o números  de treinos dos atletas por semana ou regulamentando os naturais e residentes que devem fazer parte das equipas que fazem competição como o Calipolense, que têm de ser 70% dos atletas se não não têm subsidio, inclusivamente devem treinar durante 8 ou 10 meses pelo menos duas vezes por semana.

Não se podem criar mais associações desportivas em Vila Viçosa, a Câmara já diz a quantas dá subsidios nas várias acções. Está claro que a Câmara só dá subsidios a associações desportivas e culturais se as actividades propostas forem do seu interesse e se com ela foram organizadas.

Com esta fórmula as associações deixam de prosseguir os seus objectivos e planos para subordinar as suas actividades ao interesse da Câmara.

É o controle total do desporto, da cultura e recreio em Vila Viçosa.

As associações vão passar a perguntar à Câmara o que têm que fazer para ter uns dinheiritos, em vez de perguntar aos seus associados em discussão livre e independente entre eles.

Duvida??

Leia a proposta de Regulamento para as Associações que está no sitio da Câmara Municipal e se ler com atenção vai-se verificar que é assim mesmo. 


Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


subscrever feeds
arquivos
2014

2013

2012

2011

mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO